Busca na Web:

Meu humor

Meu perfil




BRASIL, Sudeste, SANTOS, Embar, Mulher, Portuguese, English, Animais, Msica, Esperanto
MSN -

CABALÁ

Até pouco tempo atrás, a cabalá encontrava-se confinada aos circuitos mais fechados. Mas, agora, começa a enfrentar a luz do dia em alguns casos, até, os holofotes. O estudo está virando uma espécie de bússola na vida de famosos e de nós simples mortais.

No Brasil, um dos maiores especialistas no tema é o carioca Shmuel Lemle, de 34 anos. Neto de rabino, ele se formou em engenharia de produção na PUC, mas foi no Kabbalah Centre de Los Angeles que se encontrou. Representante desse centro no Rio de Janeiro, fundado no ano 2000, Lemle vai à praia e só não pratica esportes por falta de tempo. Ele reza de manhã, dá aulas todas as noites e ainda atende quem o procura em busca de ajuda.

Li, com muita atenção a entrevista que Shmual deu a uma grande revista em circulação e, como gostei muito, passo a relatar (em tópicos) os fragmentos mais importantes dessa leitura. Vamos lá:

  • Cabalá é uma sabedoria milenar, que ensina as leis espirituais do Universo. Assim como existe a lei física da gravidade, existem as leis espirituais. Tudo é causa e efeito.
  • Antes era uma coisa fechada, oculta. Mas já estava previsto que nestes novos tempos tudo iria se abrir. Coincide com a Era de Aquário - em que se permite ter uma linguagem mais apropriada para entender a própria Cabala. A humanidade evoluiu a tal ponto que não aceita mais os postulados.
  • A Cabalá deve ser usada no cotidiano - trabalho, carreira, amor, relacionamentos. Na religião existe Deus, o criador. Na Cabalá há a luz como origem do mundo. E a Cabalá, que em hebraico significa 'receber', ensina gradualmente como se conectar com essa luz que existe dentro de cada um.
  • A Cabalá é o "porquê" por trás do judaísmo, é a energia por trás da religião. Por exemplo, decifra o que há por trás da Torá - livro sagrado que ensina as leis espirituais da vida - e o que isso tem a ver com a vida prática de cada um.
  • Há 3 princípios fundamentais na Cabalá:

        O primeiro dele é a reencarnação: entender que a vida não termina com a morte. Sabendo-se que a alma passa por um processo e depois volta para o mundo para continuar o caminho num ponto em que se deixou, aí se começa a entender melhor a vida.

        O segundo, a meditação cabalística: ferramenta para tomar controle de nossos pensamentos, para fazer as escolhas mais acertadas e ficar mais conectado com a alma, que é quem tem as respostas - uma espécie de guru interior e o ...

        Terceiro, a Astrologia, que faz a gente entender que existem forças, como astros, planetas e constelações, que pontuam a vida e que a gente pode usar o livre-arbítrio para mudar esse destino.

Escrito por Ceia Sousa s 05:25:30 PM [ ] [ envie esta mensagem ]

A MISTERIOSA INTUIÇÃO                    

A palavra intuição é compreendida de diferentes maneiras por diferentes pessoas. Para uns ela é o discernimento rápido, a percepção clara e imediata. Para outros é a capacidade de pressentir acontecimentos ou caminhos que levam a soluções de difíceis problemas. Mas onde e como se origina a intuição? Qual o seu significado?

A intuição se tornou tão misteriosa e desconhecida devido ao próprio afastamento dos seres humanos que deixaram-na de lado para se apegar com exclusividade ao raciocínio, quando na verdade, intuição e raciocínio deveriam trabalhar juntos. Então, o que é a intuição? De onde ela procede?

“Atentai bem, portanto, no processo! Podeis aí distinguir nitidamente quando a intuição vos fala por meio do espírito, ou o sentimento por meio do raciocínio!” (Mensagem do Graal)

Em minha opinião, Intuição é a percepção que vai além dos cinco sentidos. Ela existe para nos ajudar e nos guiar. Quando tudo ao seu redor parece falhar e você não sabe o que fazer, siga a sua intuição que você certamente fará a melhor escolha.

                                                  

Escrito por Ceia Sousa s 07:22:53 AM [ ] [ envie esta mensagem ]

AS PALAVRAS TÊM PODER !!!!

A linguagem dirige nossos pensamentos para direções especificas e, de alguma forma, ela nos ajuda a criar a nossa realidade, potencializando ou limitando as nossas possibilidades. A habilidade de usar a linguagem com precisão é essencial para uma boa comunicação.

1) CUIDADO COM A PALAVRA NÃO. A Frase que contém NÃO, para ser compreendida, traz à mente o que está junto com ela. O NÃO existe apenas na linguagem e não na experiência. Por exemplo: pense em "NÃO"... Não vem nada à mente. Agora, vou lhe pedir não pense na cor vermelha... Eu pedi para você NÃO pensar na cor vermelha e você pensou. Procure falar no positivo, o que você quer e não o que você não quer.

2) CUIDADO COM A PALAVRA MAS, ELA NEGA TUDO QUE VEM ANTES. Por exemplo: "O Pedro é um rapaz inteligente, esforçado, MAS...". Substitua o MAS por E, quando indicado.

3) CUIDADO COM A PALAVRA TENTAR, QUE PRESSUPÕE A POSSIBILIDADE DE FALHA.
Por exemplo: "Vou tentar encontrar com você amanhã às 8 horas". Em outras palavras: Tenho grande chance de não ir, pois vou "tentar". Evite TENTAR, FAÇA.

4) CUIDADO COM NÃO POSSO OU NÃO CONSIGO, que dão idéia de incapacidade pessoal. Use NÃO QUERO,NÃO PODIA ou NÃO CONSEGUIA, que pressupõe que vai conseguir, que vai poder.

5) CUIDADO COM AS PALAVRAS DEVO, TENHO QUE OU PRECISO, que pressupõem que algo externo controla a sua vida. Em vez delas use QUERO, DECIDO, VOU.

6) Fale dos problemas ou das descrições negativas de si mesmo, utilizando o verbo no passado. Isto libera o presente. Por exemplo, "Eu tinha dificuldade em fazer isto..."

7) Fale das mudanças desejadas para o futuro utilizando o tempo presente do verbo. Por exemplo: em vez de dizer "Vou conseguir", diga "Estou conseguindo".

8) Substitua o SE por QUANDO. Por exemplo: em vez de falar "Se eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar", fale "Quando eu conseguir ganhar dinheiro vou viajar".

9) Substitua ESPERO por SEI. Por exemplo: em vez de falar "Eu espero aprender isso", diga "Eu sei que vou aprender isso". ESPERAR suscita dúvidas e enfraquece a linguagem.

10) Substitua o CONDICIONAL pelo PRESENTE. Por exemplo: Ao invés de dizer "Eu gostaria de agradecer à presença de vocês", diga "Eu agradeço a presença de vocês". O verbo no presente fica mais forte e concreto.

                                                  

Escrito por Ceia Sousa s 04:12:28 PM [ ] [ envie esta mensagem ]